Preencha os campos necessários.


Preencha os campos necessários.




Sua mensagem foi enviada com sucesso!
* Digite o seu nome.
* Endereço de e-mail inválido.
* Número de telefone inválido.
Enviando mensagem... Um erro ocorreu no envio da mensagem! Sua mensagem foi enviada com sucesso!
Ao ligar, diga que viu este anúncio no JC.

Uso excessivo do Facebook pode causar “autismo virtual” em crianças

Ribeirão Preto - SP

Você sabe o que é o “autismo virtual”? Foto: Donald Iain Smith / Getty Images

Seus filhos usam o Facebook? Com que frequência? Quantos anos eles têm? Um estudo reabre o debate sobre os efeitos do uso excessivo das redes sociais por menores de idade.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Sunshine Coast, na Austrália, indica que as crianças que usam as redes sociais de forma desmedida, podem vir a sofrer de uma condição conhecida como “autismo virtual”.

O estudo, divulgado pelo jornal britânico Metro, indica que esta condição se caracteriza por uma tendência a não conseguir ler as emoções faciais dos interlocutores durante uma interação humana real.

A Dra. Rachael Sharman, líder do projeto de pesquisa, trabalhou com dois grupos de controle. O primeiro era composto por 200 menores, acostumados ao uso regular de redes sociais como o Facebook. O segundo contava com usuários que viveram suas infâncias sem estas plataformas.

Durante o experimento, foi solicitado que os dois grupos identificassem as expressões faciais e emoções das pessoas com quem conversavam na vida real.

Os resultados

“Encontramos vínculos muito claros. Os períodos de tempo prolongados que os usuários passam no Facebook e as diferentes motivações que têm para tal, levam a um pior reconhecimento emocional (na hora de interagir com pessoas reais),” disse Rachael à ABC.

E acrescentou: “Na França este fenômeno recebeu o nome de ‘autismo virtual’. A ideia por trás deste conceito é que se você está criando seu filho usando somente telas e dispositivos inteligentes, ele não está tendo interações sociais ou aprendendo habilidades sociais básicas”.

As consequências

De acordo com a pesquisadora, se as crianças recebem toda a sua informação a partir de telas 2D, elas dificilmente conseguirão ter uma interação humana suficiente para desenvolver habilidades motoras e sociais básicas para a sua idade.

“Este fenômeno de autismo virtual causaria nas crianças afetadas uma incapacidade de detectar quando outras pessoas estão mentindo, e pode até gerar intolerância a discrepâncias ou diferenças de opinião,” disse o jornal Metro.

Rachael também afirmou que a terapia usada para tratar esta condição é muito semelhante à aplicada em pessoas com diferentes graus de autismo.

O que você acha? Você já tinha ouvido falar sobre este assunto antes? O que pode ser feito para regular o uso das redes sociais pelas crianças?

@braham_MV

Abraham Monterrosas Vigueras

Uso excessivo do Facebook pode causar “autismo virtual” em crianças 
Publicado por JC Jornal da Cidade | JC Comportamento


Fonte: Yahoo Notícias


Favoritos

Denunciar

Últimas Notícias

Anúncios